[English] Printer-friendly version
The Ecumenical Patriarch
The Ecumenical Patriarchate
Bishops of the Throne
List of Patriarchs
Other Orhodox Churches
Theological and various articles
Ecological activities
Youth ministry
Interchristian relations
Conferences
Photo gallery
Holy Monasteries and Churches
Creed
Church calendar
Icons
Byzantine music
Contact details

Ἀρχική σελίς
Ἀρχική σελίς

Encíclica Patriarcal Páscoa 2011

Ἐπιστροφή
Ἐπιστροφή

Prot. Nº 404

+ B A R T O L O M E U
Pela Misericórdia de Deus
Arcebispo de Constantinopla-Nova Roma
e Patriarca Ecuménico
À Plenitude da Igreja
Graça, Paz e Misericórdia
Do Salvador Ressuscitado em Glória


Bem-amados Filhos no Senhor,

Mais uma vez, num espírito de alegria e paz, dirigimo-nos a vós com a deleitosa e esperançosa saudação: “Cristo ressuscitou!”

Os acontecimentos e eventos dos nossos tempos podem não parecer justificar a exultação da nossa saudação.  A destruição natural causada por tremores sísmicos e ondas marítimas, junto com a devastação oculta de possíveis explosões nucleares, bem como os sacrifícios humanos resultantes de conflitos militares e acções terroristas, revelam que o nosso mundo está em grande tormento e angústia por pressão das forças naturais e espirituais do Mal.

Contudo, a Ressurreição de Cristo é de facto real e confere aos cristãos fiéis a certeza – e a toda a humanidade a possibilidade – de transcender as consequências adversas da calamidade natural e da perversidade espiritual.

A Natureza revolta-se quando a arrogante mente humana tenta domesticar as suas forças incomensuráveis dadas pelo Criador aos seus elementos aparentemente insignificantes e inactivos.  Considerando a partir de uma perspectiva espiritual os terríveis fenómenos naturais que têm afligido o nosso planeta repetida e sucessivamente em tempos recentes, apreciamos e reconhecemos a crença de que são inseparáveis do desvio espiritual e ético da humanidade. Os sinais deste desvio – tais como a avareza, a ganância e um desejo insaciável de riquezas materiais, ao lado de uma indiferença para com a pobreza vivida por tantos, como resultado da abundância desequilibrada de poucos – podem não ter uma relação clara com os acontecimentos naturais aos olhos dos cientistas.  Porém, para quem examina o assunto espiritualmente, o pecado perturba a harmonia das relações tanto espirituais como naturais.  Porque há uma ligação mística entre o mal moral e o mal natural; se quisermos ser libertados deste último, devemos rejeitar o primeiro.

O nosso Senhor Ressuscitado, Jesus Cristo, o novo Adão e Deus, constitui o modelo da influência benéfica de um santo no mundo natural.  Pois Cristo curou males físicos e espirituais, dando conforto e cura a todos, e ao mesmo tempo trouxe calma e paz a mares tempestuosos, multiplicando os cinco pães para alimentar cinco mil, combinando assim a reconciliação da harmonia espiritual e natural.  Se quisermos exercer um impacto positivo nas presentes condições negativas naturais e políticas do mundo, não temos outra alternativa se não a fé no Cristo Ressuscitado e o cumprimento dos Seus mandamentos salvíficos.

Cristo ressuscitou e deu nova vida ao etos dos homens, que o tinham obscurecido.  Cristo tornou-se o primogénito e o pioneiro da regeneração do mundo e de toda a criação.  A mensagem da Ressurreição não é desprovida de sentido para a qualidade da vida humana e o funcionamento equilibrado da natureza.  Na medida em que experimentarmos completa e profundamente a Ressurreição de Cristo no mais fundo do nosso coração, a nossa existência terá um impacto favorável sobre toda a humanidade e o mundo natural.  As ciências naturais podem não ter ainda sublinhado devidamente a relação entre a regeneração da humanidade e a renovação da criação, mas a experiência dos santos – que deveria ser o objectivo da nossa própria experiência – confirma o facto experimentalmente comprovado de que, na verdade, uma pessoa renascida em Cristo restaura a harmonia do mundo natural perturbado pelo pecado.  Em Cristo, o santo pode mover montanhas para o bem do mundo, enquanto o pecador, que se opõe aos caminhos de Deus, pode sacudir o mundo e levantar ondas de destruição.

Aproximemo-nos da santidade do Cristo Ressuscitado para, através da Sua graça, acalmar as ondas naturais e morais que perturbam o nosso mundo de hoje.

Que a graça do nosso Senhor Ressuscitado Jesus Cristo esteja com todos vós, bem-amados filhos no Senhor.  Amen.

Santa Páscoa 2011
+ Bartolomeu de Constantinopla
Intercessor fervoroso por todos
diante de Cristo Ressuscitado