[English] Printer-friendly version
The Ecumenical Patriarch
The Ecumenical Patriarchate
Bishops of the Throne
List of Patriarchs
Other Orhodox Churches
Theological and various articles
Ecological activities
Youth ministry
Interchristian relations
Conferences
Photo gallery
Holy Monasteries and Churches
Creed
Church calendar
Icons
Byzantine music
Contact details

Ἀρχική σελίς
Ἀρχική σελίς

Message of His All Holiness, the Ecumenical Patriarch Bartholomew, on the Day of the Protection of the Environment in Portuguese(2010).

Ἐπιστροφή
Ἐπιστροφή

Prot. Nº  828

+BARTOLOMEU
PELA MISERICÓRDIA DE DEUS, ARCEBISPO DE CONSTANTINOPLA-NOVA ROMA E PATRIARCA ECUMÊNICO.
A TODO O PLEROMA DA IGREJA, A GRAÇA E A PAZ DO CRIADOR DE TODA A CRIAÇÃO, NOSSO DEUS, SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO

Filhos amados no Senhor
Nosso bem-aventurado predecessor, o ilustre Patriarca Demétrio, tendo pleno conhecimento da emergência da crise do Meio Ambiente, assim como, da responsabilidade da Igreja quanto a sua urgente e efetiva abordagem, deixou-nos, há mais de duas décadas, a primeira encíclica oficial sobre a Proteção do Meio Ambiente. Esta encíclica, pela qual a Mãe Igreja instituiu oficialmente o dia 1º de Setembro de cada ano – início do ano novo eclesiástico -, como um dia de oração para a proteção do meio ambiente, se dirigia à plenitude da Igreja, em toda a extensão da terra.

Como então achou por bem assinalar com discernimento nossa Igreja, o significado do caráter distintivo, eucarístico e ascético de nossa tradição se revela como uma contribuição maior - urgente e pessoal - para a boa e universal luta pela proteção do meio ambiente natural como divina criação e comum herança. Hoje, mediando uma crise econômica sem precedentes, a humanidade está sendo provada de diversas maneiras. Esta prova, porém, diz respeito, não apenas às dificuldades pessoais de cada um de nós, senão ao conjunto da humanidade enquanto sociedade, à conduta e percepção acerca do mundo que nos cerca, e à hierarquia de valores e prioridades.

É importante que esta penosa crise econômica se constitua num gatilho que dispare o absolutamente necessário e árduo retorno a um desenvolvimento ambiental sustentável, isto é, em vista daquele modelo de uma política econômica e social que coloque como base o meio ambiente e não a descontrolada ganância econômica. Pensemos, pois, por exemplo, o que poderia acontecer em países que hoje estão sendo severamente castigados pela crise econômica e a fome, como a Grécia, e que, ao mesmo tempo, dispõem de excepcional riqueza natural: ecossistemas únicos, espécies singulares de fauna e flora e recursos naturais, belíssimas paisagens, abundante sol e vento. Se os ecossistemas são degradados e desaparecem, se os recursos humanos se esgotam e as paisagens são destruídas, enquanto que, por causa das alterações do clima, surgem outras condições climáticas imprevisíveis. Quais serão, então, a base e o futuro econômicos desses países e, em geral, do planeta?
Entendemos, portanto, que agora se torna inevitável a necessidade de coordenar acordos sociais e iniciativas políticas, a fim de que seja possível um retorno ao caminho de um desenvolvimento ambiental e ecologicamente sustentável.

Para a nossa Igreja Ortodoxa, a proteção ao Meio Ambiente como criação divina "muito boa" constitui uma responsabilidade maior para o homem, independentemente dos seus benefícios materiais e econômicos, que são prescindíveis. Uma estreita conexão com a obrigação divina e com o mandamento “trabalhai e protegei" em todas as instâncias da vida moderna, constitui o único caminho para a coexistência harmônica com cada elemento da criação e com o conjunto do mundo natural em geral.

Conclamamos, pois, a todos os irmãos e filhos amados no Senhor, à titânica, porém justa luta em favor da mitigação da crise ambiental, a fim de se evitar conseqüências ainda piores, tendo como fim último a harmonia de nossa forma de vida e pensamento – pessoal e comunitário – requerendo a manutenção, tanto dos ecossistemas naturais e de cada uma das espécies de fauna e flora, como de todo o universo como um todo indivisível.

1º de setembro de 2010

+ Bartolomeu de Constantinopla
Vosso irmão em Cristo
e fervoroso intercessor a Deus de todos vós